domingo, 27 de junho de 2010

Onde está o amor?



Quando entrei fiquei parada, não sei se em choque seria a palavra certa, pois eu já esperava ver o que eu vi, mas fiquei triste, triste com as pessoas, triste com a atitude de algumas pessoas que dizem fazer o bem. Senti vontade de chorar, de chorar e de levar todas aquelas crianças pra casa, pra cuidar delas e dar carinho, atenção amor.

Segurei o choro por alguns segundos e depois vi que chorar ou ficar triste não adiantaria nada. O que eu precisava fazer naquele momento era dar um pouco do que elas mais precisam: carinho, atenção e respeito.

Fui brincar com algumas meninas e conversar com elas, ouvi-las por alguns segundos apenas. Depois que brinquei de um jogo uma vez elas não queriam mais parar, queriam brincar mais e mais, imagino que para que a felicidade que elas encontraram no jogo não acabasse.

Vi as famílias tentando dar o que as crianças precisavam em algumas horas, o que não foi feito no resto da semana nem por míseros segundos. Só pelo fato das famílias estarem ali já era uma grande alegria para elas.

Não me imagino no lugar daquelas crianças, sem um pai e uma mãe perto de mim, onde todos os dias eu acordo e vejo que eles estão ali, orientando e me apoiando no que eu preciso.

Há uma tristeza nos olhos daqueles meninos e meninas, uma tristeza que creio que não vai passar somente se suas famílias forem reconstruídas, mas uma tristeza que passará somente se elas conhecerem aquele que as criou, aquele que sabe o que passa em seus coraçõezinhos todas as manhãs, quando elas acordam e não vêem suas famílias, não tem uma família as esperando na mesa para tomarem juntas o café da manhã e depois leva-las à escola.

Existem tantas crianças nesse país imenso vivendo na mesma situação, na mesma tristeza. É triste ver tantas famílias arruinadas, e nessa história toda quem sofre mais é a crianças, que muitas vezes não tem culpa do que nada que aconteceu e tem que passar pelas conseqüências também. Eu só peço a Deus que trate do coração de todas elas, que Ele possa ser conhecido entre elas, porque é disso que elas necessitam, do verdadeiro amor.

Quando eu entrei naquele lugar eu tinha certeza que uma hora eu sairia dali e voltaria para minha casa e encontraria minha família reunida e feliz novamente. Mas aquelas crianças desde quando entraram não sabem quando sairão e se encontrarão suas famílias reunidas e felizes.


“Daqui a cem anos, não importará o tipo de carro que dirigi, o tipo de casa em que morei, quanto tinha depositado no banco, nem que roupas vesti. Mas o mundo pode ser um pouco melhor porque eu fui importante na vida de uma criança.”

Anônimo

sábado, 26 de junho de 2010

Viajar não custa nada!



Sábado, 00:43.
A menina resolve viajar. Já está decidida, nada lhe fará mudar de ideia. Já está tarde, mas ela diz que pra ela não importa a hora da viagem, o importante é que aconteça.
Ela não levará roupas, sapatos, acessórios, nada. Está ansiosa para começar. Não sabe quanto tempo levará para chegar ao destino final, mas para ela quanto mais rápido for, melhor, assim ela poderá fazer outras.
Decidi ir sozinha, afinal ela gosta de ficar sozinha as vezes, longe de todos, longe dos barulhos. Descobre que poderá escolher qual fará primeiro. Escolhe uma rápida pra começar.
Está na hora de ir. A menina suspira feliz, abre a porta do armário, pega o livro e começa a viagem!

"Viajar pela leitura
sem rumo, sem intenção.
Só para viver a aventura
que é ter um livro nas mãos.
É uma pena que só saiba disso
quem gosta de ler.
Experimente!
Assim sem compromisso,
você vai me entender.
Mergulhe de cabeça
na imaginação!"
Clarice Pacheco.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Eu,meu livro e meu mp4


As vezes eu fico pensando em como seria bom sair um pouco da rotina e ir para um lugar bem distante, onde ninguém me acharia, onde ninguém me incomodaria com nada pra fazer ou pra pensar. E fiquei pensando nisso hoje. Ah se eu pudesse sair por aí, sair e correr,correr,correr. Sem ninguém saber onde eu iria.
E não levaria nada comigo,nada além de um livro e meu mp4. Aí eu passaria o dia todo nesse lugar desconhecido, lendo o meu livro preferido, nem que fosse pela segunda vez e ouvindo as músicas que eu mais gosto. Abriria o livro e entraria em cada página. Ouviria uma música e prestaria atenção no que diz a letra. Não me importaria no que tenho que fazer no dia e não pensaria em coisas fúteis do dia a dia.
Correr e não olhar pra trás, sentir o vento batendo no seu rosto, sentindo a brisa da manhã. Correr e parar só quando cansar. Seria maravilhoso.
Eu,meu livro e meu mp4.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

People.


Todos os dias passamo ao lado de centenas de pessoas. Mas estamos com pressa, queremos fazer logo a nossa obrigação e não damos importância para quem passa ao nosso lado. Não nos preocupamos se ela tem algum problema na vida ou se está precisando de ajuda. Quando estamos com pressa só pensamos em nós.
Hoje foi um dia diferente pra mim. Estava esperando o ônibus para ir pra casa e ouvindo música. Do meu lado estava sentada uma senhora com deficiência visual. Comecei a conversar com ela e ela me contou que estava indo para o curso de informática que ela fazia. Achei mega interessante ela fazer um curso, porque ela quer viver a vida dela,ela aproveita as oportunidades!
Ela também me disse que falta muitos recursos para os deficientes visuais aqui na cidade, como semáforos sonoros e folhas para escrever livros e outras coisas que eles precisam. Fiquei curiosa para aprender a ler livors em braile e ela disse que poderia me ensinar. Me mostrou a ferramenta que eles usam para escrever as letras do alfabeto.
Descobri também que como as pessoas estão muito apressadas, só falta passar em cima das pessoas que tem essa deficiência. Fiquei pensando em como deve ser difícil sair nas ruas e andar por aí como tanta gente com pressa, com tanta gente que não sabe dirigir bem nessa cidade. --'
Fiquei pensando em como ajudar essas pessoas, como fazer alguma coisa para ajuda-las a viverem melhor. Eu não consigo conversar com uma pessoa que precisa de ajuda e não fazer nada. E nessa história não é só a mulher que eu conversei, e sim todas as pessoas da cidade que tem deficiência visual.
Não sei porque, mas ela me fez sentir bem. Os minutos que sempre pareciam longos quando eu espero o ônibus, hoje foram minutos longos mas preciosos, porque eu pude ver uma realidade diferente da minha. E pude refletir como o mundo precisa de ajuda. Não de ajuda para resolver grandes coisas, mas para resolver coisas que deveriam parecer mínimas. Eu espero que consiga rever essa pessoa, porque eu sei que com a vida dela eu posso aprender valores preciosos.
Hoje eu não estava com pressa, não estava pensando só em mim. Estava pensando também naquela mulher, que é ser humano como eu e você, mas que não consegue ler como você está lendo esse texto agora ou andar nas ruas com facilidade. Talvez eu nunca mais a veja, mas eu tenho certeza que ela me fez aprender coisas que eu não aprenderia com uma pessoa como eu e você (:

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Where is the love ?



Crianças quentinhas,crianças com frio.
Crianças na pizzaria, crianças com fome.
Crianças estudando, crianças na rua.
Crianças com muitos tênis, crianças descalças.
Crianças na escola, crianças no farol.
Crianças em casa, crianças na chuva.
Crianças com celulares, crianças sem ter para quem ligar.
Crianças ouvindo música em seus Ipods, crianças esperando ouvir algo bom.
Crianças brincando, crianças trabalhando.
Crianças com família, crianças sem ninguém.
Onde está o amor?

“Daqui a cem anos, não importará o tipo de carro que dirigi, o tipo de casa em que morei, quanto tinha depositado no banco, nem que roupas vesti. Mas o mundo pode ser um pouco melhor porque eu fui importante na vida de uma criança.”

Anônimo

*Mateus 19:13-14.

terça-feira, 22 de junho de 2010

irmandade valiosa.




Ter um amigo é a melhor coisa que uma pessoa pode ter. É tão bom poder contar com ele nas horas que você mais precise, tanto nas alegres como nas tristes. É ele que sabe todos os seu segredos. Não sei se menino na adolescencia tem essas coisa de "melhor amigo", mas as meninas tenho certeza que tem,afinal,eu sou uma delas hihi (:
No primeiro dia de aula em uma escola nova eu sempre ficava morrendo de medo de ficar sozinha o ano todo, na hora do recreio e tals. Mas eu sempre tive vários amigos, nunca passei um recreio sequer sozinha. na infancia acho que o medo de ficar sem amigos é maior. Mas é quando somos adolescentes que mais precisamos de amigos.
E hoje, com 17 anos, eu posso dizer que tenho as melhores amigas que alguém possa ter. Aquelas que eu posso contar em todas as horas, que me faz rir quando eu estou triste ou extremamente irritada. Que eu posso contar uma mega novidade quando estou super alegre, que sai junto comigo nem se for somente por sair, até sem grana.
Cada uma tem um jeito diferente, as vezes até um jeito diferente de entender, mas um jeito que me conquistou minha amizade, o jeito que cada uma tem é o que faz a nossa amizade dar tão certo. Amo cada uma delas de um jeito especial. Pra mim elas são uma família!
Amigo é assim, em todo lugar e em todo momento. Mas meu medo de ficar sozinha ainda não sumiu, porque ano que vem tem 'mundo' novo, a faculdade. Tenho quase certeza que irei me separar das melhores amigas que tive até hoje, mas também tenho certeza que a nossa amizadenunca vai acabar, porque a nossa irmandade é eterna e valiosa :)

Esse post foi pra vocês leoas ♥

what color is your world ?




Acho que já deu pra perceber que eu amo cores só pela imagem. Colorir o mundo eu sei que é impossível, afinal de contas, eu amo as cores de tudo que existe no mundo, de tudo que o Criador fez :)
Penso que as vezes é preciso pegar os lápis mais coloridos da caixa e colorir o seu mundo quando parecer que ele está tão sem graça, tão preto e branco. Que tal pegar o vermelho pra colocar uma cor no sorriso que está quase desaparecendo do seu rosto? Ou então, pegar o azul e colorir o seu céu, em um dia que parece tão nublado. As vezes é até bom,pegar a borracha e apagar aquilo que ainda te incomoda, que já faz tanto tempo que aconteceu,mas que ainda está cravado dentro de você.
E ainda se você quiser pegar todas as cores e misturar, tenho certeza que sua escolha foi a melhor. Deixar seu mundo mais colorido depende de você :)

segunda-feira, 21 de junho de 2010

hope is there ?



Será que as pessoas ainda tem esperança? Nesse mundo onde,pra mim, está quase tudo perdido já, acho dificil as pessoas conseguirem enxergar pelo menos um pouco a esperança. Em um mundo em que a violência reina, em que a fome predomina, e que as crianças não tem nem mais o direito de brincar, isso me entristece de uma maneira inexplicavel :/ Mas eu sei que um dia eu ainda vou ajudar essas crianças de alguma forma,eu sei que vou.
Ver as pessoas não sabendo gastar o dinheiro delas de uma forma que ajude quem precise me irrita muito, muito mesmo. Ver as crianças na rua, "trabalhando",quando deveriam estar na escola, brincando com as outras crianças,afinal,isso é um direito dela.
Assim como a gente tem esperança em realizar um sonho que parece impossivel, ou em esperar que uma simples plantinha cresça, ou ainda em passar no vestibular quando ja está quase no fim do ano e você ainda nem começou a estudar(eu hihi), tem tanta coisa que a gente tem esperança... Não sei porque vieram as crianças deste imenso país na minha mente, deve ser porque eu amo crianças e Deus também as ama do mesmo jeito que ama os adultos. Tem crianças que não tem esperança de se quer ir à escola pelo menos um dia na vida.
Bom,acho que já falei demais,se falar mais, estrago o texto.
Mas eu sei que ficar irritada não vai adiantar nada, a unica coisa que eu posso fazer é ter esperança, esperança de que um dia eu possa ajudar todas elas, e poder dar um dia de diversão, um dia para compensar todos os outros perdidos.

ps: a gabii sonha em começar um projeto social pra tirar todas as crianças da rua e dar o que elas merecem: educação, diversão e respeito :)

did you smile today ?


As vezes quando não está nada bem,quando tudo parece não da certo, e que o choro parece querer aparecer, tudo que eu mais quero é ver um sorriso. De alguém que me entende, de alguém que me apoie, que esteja ao meu lado. Apenas um sorriso e já basta. Se apenas sorrir em um dia isso já basta.
Não precisa fazer nada de mais,apenas sorria. É tão bom ver pessoas sorrindo. E se eu vejo que está tudo bem com as pessoas que eu amo,então vai ficar tudo bem comigo também :)

"Sorri
Quando a dor te torturar
E a saudade atormentar
Os teus dias tristonhos, vazios
Sorri
Quando tudo terminar
Quando nada mais restar
Do teu sonho encantador
Sorri" ♪

quarta-feira, 9 de junho de 2010

"A vida inteira que podia ter sido e que não foi"



Saber aproveitar a vida é um dom. Dançar,cantar,brincar,amar,quem não gosta disso tudo? Mas nesse mundo onde todos estão em busca de sucesso e sem tempo pra nada, aproveitar a vida fica em ultimo plano, quando você sentir que já está realizado profissionalmente ou algo parecido. Pra mim, aproveitar alguns momentos é bem mais importante do que outros que as pessoas acham essenciais.
É tão triste quando a pessoa fica fazendo tantas coisas na vida e se esquece da mais importante,família,amigos. Fico pensando como foi a vida de Manuel Bandeira, quando descobriu que tinha uma doença incurável aos 17 anos e ficou esperando a morte. Morreu somente aos 82 anos. Como ele mesmo disse: "A vida inteira que podia ter sido e que não foi", deixou de aproveitar tanta coisa na vida por causa do que os médicos disseram,que ele iria morrer cedo. Acreditou tanto nas palavras das pessoas que esqueceu de que as pessoas não sabem a nossa hora. Por isso, não importa o que as pessoas disserem, aproveite a vida. Não desperdice os momentos que você tem com as pessoas que ama !
A partir de hoje,prometo que vou cantar,brincar,dançar e amar mais, afinal de contas, não quero olhar para a minha vida no futuro e dizer " a vida inteira que podia ter sido e não foi" ! :)

*ps: dedico esse post a todos os meus amigos *--*

domingo, 6 de junho de 2010

O som que me acalma!



Tem certos dias da minha vida que tudo me deixa nervosa,tudo mesmo,até o som da minha própria voz.É estranho isso,na verdade eu não gosto de passar por esses dias mas parece que é impossível.
Coloco minhas músicas favoritas pra ouvir,como chocolate,entro na internet,ligo pras amigas,faço de tudo pra me acalmar,mas nada da certo.
Em um dia que estava passando por essa crise de nervosismo,pedia pra Deus me acalmar porque não aguentava mais ficar irritada com qualquer coisinha. Até a hora de ir dormir ainda estava irritada,muito irritada. Dava me dando até vontade de chorar,isso que é horrivel.
Só que quando eu deito na cama,meu pedido foi finalmente atendido,pelo melhor som que eu posso ouvir,um som que Deus me mandou,e que eu agradeço a Ele por isso.
Um som que eu amo ouvir,amo ouvir até mais do que a melhor música que um compositor pode criar,o som da CHUVA. Nesse dia eu descobri que existe uma coisa que pode me acalmar. Eu não posso compra-la,não posso ter a hora que eu quiser no dia que eu quiser,mas quando ela vem é um presente,um remédio pro meu nervosismo!
E nesse dia eu dormi tranquilamente e quando acordei o meu stress não voltou mais,até hoje !

ps:enquanto eu estava escrevendo,a chuva me acalmava de um dia cheio de stress :) hihi

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Viver do presente...ou do futuro?



É,é meio difícil saber,afinal,eu sempre quero saber o que vai acontecer amanhã,semana que vem,mês que vem,ano que vem,se vou ou não fazer faculdade,se não vou me arrepender na escolha da profissão,se vou encontrar o garoto que sempre sonhei,se vou ter grana pra comprar milhares de roupas e montar um closet só meu,se vou fazer uma viagem que tanto quis, se vou conseguir emagrecer até a formatura, se vou escolher o vestido perfeito pra festa,se vou passar de ano,se vou conseguir arrumar um emprego,se vou morar fora como sempre quis...
Enfim,eu penso tanto no amanhã,que acabo não vivendo o mais importante,o HOJE. E aí acabo perdendo momentos incríveis. Parar de pensar no amanhã e viver o hoje é um desafio que tenho que conseguir realizar,porque senão,minha vida não será vivida da melhor forma que eu quero,e da melhor forma que uma adolescente merece!

*Mateus 6:25-34 :)